Médicos cubanos -expulsos do Brasil – têm indicação formalizada ao Nobel da Paz


Após intensas campanhas pela atribuição do prêmio às brigadas, o Conselho Mundial para a Paz registrou a candidatura ao Comitê Nobel norueguês. Uma representação de dezenas de comitês nacionais de paz de quase 100 países assinou a carta de solicitação enviada na última sexta (25) ao Comitê norueguês do Nobel. Apoie a candidatura dos cubanos

Medicos Cubanos

Do site do PT

O Conselho Mundial para a Paz (CMP) registrou formalmente a candidatura do Contingente Internacional de Médicos Especializados em Situações de Desastre e Epidemias Graves “Henry Reeve” para o Prêmio Nobel da Paz de 2021. Uma representação de dezenas de comitês nacionais de paz de quase 100 países assinou a carta de solicitação enviada na última sexta (25) ao Comitê norueguês do Nobel.

No fim de semana, o presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, destacou a notícia em sua conta no Twitter. Em seu relato, ele lembrou as palavras do líder histórico Fidel Castro, “médicos e não bombas”, que definem a atitude internacionalista da ilha. “ Cuba antes do mundo: médicos e não bombas. O Conselho Mundial para a Paz registrou formalmente a candidatura do contingente médico cubano Henry Reeve, ao Prêmio Nobel da Paz ”, afirmou o chefe de Estado.

O presidente e o primeiro-ministro de Cuba, Manuel Marrero Cruz, reuniram-se nesta segunda (28) com os colaboradores das brigadas médicas Henry Reeve que regressaram da Venezuela, Honduras e Guiné Conakry. “São três brigadas que fizeram um trabalho digno. E estamos orgulhosos de vocês”, disse Días-Canel, acrescentando: “Vocês receberam o maior prêmio – o reconhecimento popular dos países por onde passaram, o que é muito mais reconfortante do que qualquer prêmio que possam receber ”.

APOIE A CANDIDATURA DOS MÉDICOS CUBANOS

Também nesta segunda, Benjamin Amar, líder da Confederação Geral do Trabalho da França (CGT), um dos maiores e mais influentes sindicatos franceses, pediu a entrega do Nobel às brigadas médicas cubanas. “A pequena ilha salva vidas, realidade que deve ser defendida contra a mentira e a manipulação da mídia, e sua ajuda em tempos de Covid-19 chega inclusive aos países ricos, apesar do bloqueio insuportável que enfrenta”, frisou Amar em entrevista à ‘Prensa Latina’.

Para o francês, as brigadas Henry Reeve são a expressão de um sistema voltado para a justiça social. ‘Se um país do Sul é capaz de colocar seu desenvolvimento médico à disposição do mundo em tempos de grave pandemia, mesmo em países do Norte, isso fala por si da qualidade de seu modelo político’, defendeu o líder sindical.

Em carta enviada a Berit Reiss-Andersen, presidente do comitê de premiação norueguês, a presidenta do CMP, Socorro Gomes, e o secretário-geral, Thanassis Pafilis, destacaram o papel essencial que a solidariedade internacional desempenha ao levar alívio para os que mais sofrem com essas emergências.

“A pandemia é outro exemplo de como a solidariedade internacional é essencial para promover uma paz justa e aliviar o sofrimento das pessoas durante as emergências”, afirmou a entidade. Nesse sentido, assinalaram, o trabalho que o contingente médico cubano realizou muito antes do surto de Covid-19 foi anunciado como o paradigma mais sincero. Para o Conselho, esse fato os leva a solicitar que ‘reconheçam o quão corajoso e exemplar é o esforço do grupo, ao lhe entregar o Prêmio Nobel da Paz’.

“Lembre-se que a medicina da ilha oferece assistência médica humanitária há cerca de 60 anos, mesmo diante de desafios econômicos extremos, que também duram mais de seis décadas e impõem graves dificuldades ao povo cubano”, diz a carta. Mesmo assim, observa a organização não governamental, “os cubanos superaram essa barreira para mostrar ao mundo a melhor forma de construir a paz e as pontes, para que outros povos tenham a oportunidade de superar seus próprios desafios e não perder a vida.”

A carta destaca que os profissionais cubanos estão salvando vidas na Europa, América Latina, Caribe, África, Oriente Médio e Ásia. E aponta que o trabalho das brigadas é “chave para construir a paz em meio a conflitos violentos e estruturais e para criar condições para que as pessoas possam ter suas necessidades mais básicas atendidas no Brasil, condições de desastre e pobreza extrema”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s