MBL aliado do DEM, diz que não vai protestar contra corruptos da histórica lista do Fachin

Movimento Brasil Livre (MBL), que apoiou e organizou manifestações que se diziam contra a corrupção e o governo da presidente deposta Dilma Rousseff, não irá organizar protestos contra os políticos que estão na lista do ministro Edson Fachin, do STF; “Vamos esperar o resultado das investigações”, disse o líder do MBL, Kim Kataguiri; MBL é ligado ao DEM, que teve oito políticos incluídos na lista de inquéritos abertos

Eduardo Paes, o Nervosinho, levou mais de 15 milhões da Odebrecht na propina Olímpica

O homem forte do Departamento de Propinas da Odebrecht Benedicto Barbosa da Silva Júnior declarou em delação premiada perante a Procuradoria-Geral da República que o grupo empresarial repassou mais de R$ 15 milhões ao ex-prefeito do Rio Eduardo Paes (PMDB), o ‘Nervosinho’, ‘ante seu interesse na facilitação de contratos relativos às Olimpíadas de 2016’. As solicitações teriam sido feitas em 2012.