Eduardo Cunha entra na justiça para ter direito de repatriar propina


Ex-presidente da Câmara está preso desde outubro de 2016, condenado por corrupção

Do Jornal do Brasil

O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) entrou com uma ação na Justiça Federal para obter o direito de repatriar recursos mantidos por ele em contas no exterior. Cunha já teve um pedido negado em primeira instância, em outubro de 2016, o ex-deputado aguarda a decisão de um recurso em tramite no TRF1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região).

Na última semana, o juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, condenou Eduardo Cunha a 15 anos de prisão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. A esposa do ex-deputado, a jornalista Cláudia Cruz, também movo um processo semelhante ao do marido.

Eduardo Cunha e Aécio Neves

Eduardo Cunha já havia movido ação semelhante em outubro de 2016, quando entrou na Justiça Federal do Distrito Federal requerendo o direito de repatriar os ativos mantidos por ele no exterior. O pedido foi negado em primeira instância. O ex-deputado recorreu e, agora, o caso tramita na 7ª Turma Recusal do TRF1.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s