“Me prometeram unzinho”


Dono de “comitê voluntário” do PSB diz que esperava ser pago por apoio

A inauguração de um comitê voluntário da campanha de Eduardo Campos (PSB) à Presidência da República nesta segunda-feira (28) se tornou um constrangimento para Marina Silva, vice na chapa do pessebista do Palácio do Planalto.

Eduardo Campos e Marina Silva inauguram a primeira Casa de Eduardo e Marina em Osasco na Grande São Paulo. FOTO: DIVULGAÇÃO PSB

Marina Dias de São Paulo – Folha de São Paulo

Proprietário da casa em Osasco, na grande São Paulo, que abrigou a estrutura, Edivaldo Manoel Sevino indicou que houve promessa de pagamento em dinheiro em troca de apoio político, o que foi negado pela ex-senadora.

Durante gravação feita pela equipe de Marina, que deveria ser usada nos sites e redes sociais da campanha. Edivaldo foi questionado por um dos assessores da ex-senadora sobre o que foi dito para convencê-lo a fazer de sua residência uma chamada “Casa de Eduardo e Marina”. “Pode falar?” perguntou. Encorajado, disparou: “Me prometeram unzinho”. E sorriu, completando a frase com um gesto com a mão que indicava a expectativa de receber dinheiro.

Defensora do engajamento político espontâneo e das casas “autorais”, Marina Silva pareceu atônita ao ser informada por Nilson Oliveira, seu assessor de imprensa, sobre a declaração  de Edivaldo. “Isso é muito grave”, afirmou antes de entrar no carro e seguir para o próximo compromisso.

Leia a matéria completa do Estadão clicando aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s