Globo critica a Copa mas vende os Cacarecos da FIFA


Tudo por dinheiro: Globo vende bugigangas da Fifa e explora Fan Fests

É um contrassenso o telejornalismo da TV Globo embarcar no discurso deturpado de criticar gastos públicos com o evento, quando as empresas do grupo são praticamente sócias da Fifa no empreendimento

por Helena Sthephanowitz publicado 11/06/2014

Globo e FIFA

É estranha a bipolaridade do noticiário, e mesmo de programas de variedades, da TV Globo com relação à Copa do Mundo. Ao mesmo tempo em que critica politicamente o evento, a exploração comercial em negócios junto à Fifa vão muito além dos direitos televisivos.

A Globo Marcas é quem licencia para a Fifa “com exclusividade ao mercado”, segundo o site da empresa, a fabricação e venda de bugigangas, como bonecos, camisas, bolas, malas, itens para a casa, brinquedos e outros, “além de garantir a distribuição desses produtos a todo o Brasil e todos os públicos, através de canais independentes de varejo, lojas oficiais e loja virtual”.

Ou seja, cada uma dessas bugigangas vendidas, paga royalties para a Fifa e comissão para a Globo Marcas.

Outra exploração comercial é das Fan Fests da Fifa (festas de rua, com telões, shows e pontos de vendas de produtos). O evento é gratuito para o público, mas conta com patrocinadores, inclusive prefeituras das cidades-sede que bancam a montagem das estruturas. Várias dessas festas tem a produção das Organizações Globo. Logo, é um contrassenso o telejornalismo da TV Globo embarcar no discurso deturpado de criticar gastos públicos com o evento, quando as empresas do grupo são praticamente sócias da Fifa no empreendimento.

Como o Brasil é um país capitalista e é impossível fazer Copa do Mundo sem a Fifa, é normal que empresas privadas, grandes e pequenas, patrocinadores, e todo tipo de atividade com fins lucrativos, girem em torno do evento. E é bom para a prosperidade da nação, pois a criação de empregos e o crescimento no setor de serviços, sobretudo no turismo e lazer, são importantes alavancas econômicas.

A Copa é também uma enorme campanha publicitária mundial para cerca de 3 bilhões de pessoas, que se interessarão por conhecer o Brasil, nossa cultura, nossos produtos, pelos próximos anos, trazendo retorno econômico.

Anormal é a concentração econômica nas mãos das Organizações Globo. Como se não bastasse liderar o oligopólio dos meios de comunicação de massa, ainda concentra todas estas outras atividades em suas mãos, indo até o licenciamento de bugigangas.

Anormal  também é o telejornalismo das Organizações Globo não falar dessas coisas como elas são, principalmente estando tão envolvida comercialmente com a Fifa como está.

Print do G1 - O Público tem a "Oportunidade" de comprar...

Print do G1 – O Público tem a “Oportunidade” de comprar…

Anúncios

Um comentário sobre “Globo critica a Copa mas vende os Cacarecos da FIFA

  1. É assim que essa máfia montada no país há mais de 40 anos vem destruindo o povo com suas mentiras mas, haverá um tempo que ficará só na lembrança de um povo que era refém de uma rede de televisão!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s