O espírito de porco da Imprensa brasileira


Imprensa brasileira teve espírito de porco antes da Copa

Comentárista Ruy Castro diz que hoje a imprensa elogia a Copa, mas que antes agiam com espírito de porco

Clique na imagem para assistir o vídeo

Ruy Castro

Clique na imagem para assistir o vídeo

Anúncios

3 comentários sobre “O espírito de porco da Imprensa brasileira

  1. O que a imprensa nacional conseguiu fazer, com sua falta de pluralismo e viés político-eleitoral que modela sua pauta e linha editorial, foi conquistar um grande descrédito e desconfiança junto à imprensa internacional. Isto porque o que jornalistas do mundo inteiro que vieram ao Brasil para a cobertura da Copa estão vendo e constatando é algo bastante diferente do que estava sendo divulgado mundo afora, a partir do que era divulgado pela imprensa nacional, na sua ânsia de desgastar o governo federal. Ou seja: o que a imprensa brasileira conseguiu fazer foi marcar um gol contra incrível, cometendo a pior e a mais indesculpável heresia do jornalismo, que é atentar contra os fatos, adulterando-os, distorcendo-os ou omitindo-os. Vai demorar uns 50 anos para que os jornalistas nacionais e os donos dos jornalões brasileiros consigam recuperar a imagem estragada e desgastada que agora possuem aos olhos da mídia internacional. Este é um excelente belo resultado da Copa das Copas (como a imprensa estrangeira a está chamando), pois o que o mundo passará a saber sobre o Brasil a partir de agora não mais terá como “fonte” o que a imprensa privada daqui publicar. E acrescento: neste momento de Copa, em que os jornalistas nacionais estão trabalhando lado a lado com os jornalistas estrangeiros, é visível a grande hipocrisia de nossa imprensa, que agora cumpre o seu papel, noticiando os fatos conforme a realidade. Ela assim faz pela exata razão de que ela não poderia mentir, omitir ou distorcer os fatos, como costuma fazer, em razão da exata presença, aqui, dos seus colegas internacionais, que a desmentiram de imediato. Se alguém duvidar disso, é só constatar o escândalo que resulta da simples comparação das manchetes e abordagens sobre a Copa publicadas há dois ou três meses na nossa imprensa com as notícias atuais que estão sendo divulgadas neste momento nos mesmos jornais e telejornais brasileiros. A forma como o mundo irá ver o Brasil, daqui para a frente, não será mais a mesma, pois a imprensa nacional já não é mais considerada fonte fidedigna e confiável para a imprensa do restante do mundo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s