Manipulação – O preço caiu, mas a Globo disse que subiu


Fontes mostram Globo deturpando alta dos alimentos para atacar o Governo

O tomate voltou no Bom dia Brasil e menos virou mais no preço dos alimentos

Clique na imagem para assistir a matéria vergonhosamente desmentida pelas suas próprias fontes

Noticia falsa da globo

 

Direto do Blog do Rovai do Portal Fórum

Nesta quinta-feira (8), uma matéria veiculada no jornal Bom Dia Brasil, da Rede Globo, afirma que o preço dos alimentos continua em alta. Direto do Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), em São Paulo, a repórter Veruska Donato, com um tomate na mão, disse que o alimento subiu 42,8%. A reportagem cita como fonte os economistas do próprio Ceagesp.

Este blogueiro sujo foi checar a informação. E descobriu que o que companhia informa em seu blog oficial é completamente diferente da abordagem da Globo.

De acordo com o Ceagesp, em notícia veiculada também nesta quinta, “frutas, legumes e verduras registraram retração dos preços praticados”. Em abril, o índice de preços Ceagesp recuou 4,84%.

Segundo os economistas da companhia, no mesmo blog, “apesar de algumas elevações pontuais neste inicio de maio como o tomate, o mês de maio deve continuar com preços em queda em razão da retração no consumo (lado da demanda) e de condições climáticas satisfatórias, com temperaturas amenas e pouca incidência de chuvas nas regiões produtoras (lado da oferta)”.

A TV Globo segue sua máxima, dane-se a verdade factual. E seus jornalistas econômicos, como Mirian Leitão, que estava hoje na bancada comentando essa mágica que faz menos virar mais, são experts neste jogo da manipulalação. Em janeiro, na Globonews, Sardenberg apresentou um gráfico com uma distância desproporcional do 5,81%, de 2013, do centro da meta de 4,5%.

Segue abaixo a matéria do Ceagesp sobre a tendência de redução de preços para a maioria dos legumes e verduras. E fica a dica, não assista a Globo, busque informação econômica em fontes criveis.

Índice CEAGESP recua 4,84% em abril

Queda acentuada de legumes e verduras impulsiona redução do indicador. No ano, o índice CEAGESP acumula alta de 5,36%  e, nos últimos 12 meses, elevação de 1,90%
 
São Paulo, maio de 2014 – Em abril, o Índice de preços CEAGESP recuou 4,84%. Frutas, legumes e verduras registraram retração dos preços praticados. Os setores de diversos e pescados apresentaram ligeira alta.
“Esta é uma época muito favorável à produção e de retração no consumo. Assim, apesar de algumas elevações pontuais, mais de 90% dos produtos pesquisados devem figurar como opções de compras e manter, portanto,  a inflação do setor em queda”, destaca Flávio Godas, economista da CEAGESP.
O setor de frutas apresentou retração de 1,71%. As principais quedas foram laranja lima (-24,8%), caju (-24,6%), atemoia (-21,8%), limão Taiti (-19,1%), maracujá doce (-15,4%), melão (-11,9%) e laranja pêra (-10,3%). Principais altas: uva Itália (17,8%), morango (10,8%), abacate (9%) e goiaba (6,3%).
O setor de legumes registrou queda de 16,09%. As principais quedas foram do chuchu (-47,5%), vagem (-38,1%), pepino (-29,7%), beterraba (-27,1%), quiabo (-19,4%), abobrinha italiana (-19,55), tomate (-17,8%) e cenoura (-12%).  Não houve altas significativas no setor.

Já o setor de verduras caiu 17,30%. As principais quedas do setor foram  coentro (-79,7%), alface crespa (-33,1%), alface lisa (27%), couve-flor (-26%), almeirão (-25,1%), nabo (-21,2%), milho verde (-18%), escarola (-15,2%), cebolinha (-16,3%) e agrião (-16,1%). Dos 40 produtos acompanhados, as duas únicas altas no setor foram brócolis (25,2%) e salsão (-2,6%).

O setor de diversos  registrou alta de 9,14%. As principais elevações foram batata lisa (27,8%), batata comum (17%), coco seco (16,3%), ovos (7,5%) e cebola nacional (3,5%). Principais quedas: Milho de pipoca (-4,1%) e alho (-1,5%).

Por fim, o setor de pescados registrou ligeira elevação de 0,3%. As principais altas foram do robalo (22,6%), abrotea (14,4%), pescada (13,7%) e namorado (10,2%). As principais quedas foram do cação (-22,3%), anchovas (-15,6%), polvo (-7%) e tainha (-6,4%).

Tendência:

Apesar de algumas elevações pontuais neste inicio de maio como o tomate, o mês de maio deve continuar com preços em queda em razão da retração no consumo (lado da demanda) e de condições climáticas satisfatórias, com temperaturas amenas e pouca incidência de chuvas nas regiões produtoras (lado da oferta).

Somente se ocorrerem geadas nas regiões produtoras esta situação deverá se inverter.

Mesmo o tomate e a batata, com preços em alta neste inicio de maio, em razão da grande quantidade de opções de compra, não deverão permanecer com preços tão elevados. Com o quadro atual, os consumidores substituem ou compram em menor volume, fazendo com que os preços não se sustentem em patamares tão elevados.

Assim, a tendência é de redução de preços para a maioria dos legumes e verduras comercializados na CEAGESP.

No setor de frutas, vários produtos em plena safra como laranjas pêra e lima, limão, caqui, morango, entre outros, além da retração no consumo de frutas tropicais como coco verde, melancia, melão e abacaxis deverão manter os preços do setor em patamares reduzidos.

O setor de pescados, passado o mês de maior consumo em razão da Páscoa e fim da época de defeso de produtos importantes como sardinha, camarão, entre outros, também deverá apresentar redução dos preços praticados.

Veja o gráfico da própria CEAGESP

Captura de tela 2014-05-09 às 10.12.23

Clique aqui e veja direto no Blog da CEAGESP sem a manipulação da Globo

Veja outras matérias interessantes no Portal Fórum

portal forum

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s